O tempo é fundamental tanto para o diagnóstico do câncer quanto para quem já está se tratando.

Idealização:

Instituto Oncoclínicas

Apoio:

Parceiros Parceiros Parceiros Parceiros Parceiros Parceiros Parceiros Parceiros Parceiros Parceiros

Carta Aberta

A pandemia da COVID-19 forçou o mundo a mudar. Se, como indivíduos, temos evoluído para um olhar mais racional sobre os processos econômicos e sociais, sob a ótica da saúde, estamos diante de um sensível abalo estrutural.

Uma crise desta magnitude é capaz de alterar protocolos de atendimento que vão muito além das implicações diretas que o coronavírus promove. Mas há doenças que não dão trégua, não podem esperar o  sonhado fim deste capítulo para serem tratadas.

É o caso do câncer, que afeta atualmente ao menos 1,3 milhão de brasileiros que, na maioria dos casos, dependem de tratamento ativo. Para 2020, são esperados ainda 625 mil novos diagnósticos da doença.

Diante deste cenário, a nossa maior arma no combate ao câncer ainda é a detecção precoce  —  que aumenta, e muito, as chances de cura. No entanto, diante da pandemia, estimativas das Sociedades Brasileiras de Patologia e de Cirurgia Oncológica (SBP e SBCO, respectivamente) indicam que, desde a chegada do novo vírus no País, ao menos 50 mil brasileiros deixaram de ser diagnosticados com câncer e, considerando apenas o mês de abril, cerca de 70% das cirurgias oncológicas foram adiadas.

Os números são resultantes dos cancelamentos de procedimentos não urgentes, como exames, consultas e operações, além da recusa de pacientes com a doença ou sintomas em procurar um hospital ou clínica, por medo de contrair a Covid-19.

E é justamente neste momento, de profunda reflexão sobre o futuro que nos aguarda, que se torna mais imperativo reforçarmos a mensagem: não deixe de realizar seus exames, siga as orientações do seu médico e não adie nem interrompa seu tratamento.

O sentimento de medo não pode ser maior que a vontade de lutar contra o câncer.
Afinal, a vida te espera.

Quem somos

A campanha “O câncer não espera. Cuide-se já.” é uma iniciativa suprainstitucional que reúne diversos atores da cadeia de cuidados oncológicos com o objetivo de alertar a sociedade brasileira para os riscos aos quais os pacientes oncológicos estão submetidos ao adiar seus diagnósticos, exames, cirurgias e tratamentos contra o câncer em função do temor relacionado ao COVID-19.

Desde o início da pandemia, médicos, laboratórios e serviços oncológicos em todo o país têm percebido uma drástica redução do número de pacientes que buscam confirmar seus diagnósticos ou que adiam seus tratamentos, temendo a contaminação pelo coronavírus, apesar de o Ministério da Saúde ter incluído o câncer no rol de doenças cujo tratamento não pode ser considerado eletivo.

A intenção da campanha idealizada pelo Instituto Oncoclínicas, em parceria com sociedades de especialidades médicas, é justamente alertar os pacientes oncológicos que a demora em buscar cuidados médicos adequados pode comprometer, de forma muitas vezes irreversível, o sucesso na luta contra o câncer. A campanha “O câncer não espera. Cuide-se já.” é aberta à participação de empresas, entidades ligadas à área médica ou qualquer cidadão engajado na luta em favor da vida e da saúde dos brasileiros.

Lembramos que o câncer é uma doença grave, e que antes da pandemia já ocupava o segundo lugar no ranking das principais causas de morte no Brasil. De acordo com o Instituto Nacional do Câncer, hoje já são mais de 1,3 milhão de brasileiros acometidos pela doença. Em 2020, cerca de 600 mil novos casos serão diagnosticados no Brasil.

Como você pode nos ajudar?

Cidadãos engajados em favor da saúde

  • Compartilhando os conteúdos da campanha nas suas redes sociais
  • Baixando aqui o avatar da campanha para uso nas redes sociais (clique aqui)
  • Divulgando os conteúdos da campanha com pessoas que estejam em tratamento contra o câncer
  • Convidando seus amigos e familiares para participar da campanha

Se você é uma empresa

  • Utilização do selo da campanha em seus comunicados institucionais
  • Compartilhando os conteúdos da campanha em suas redes sociais e canais de comunicação
  • Convidando seus parceiros de negócios para aderir à campanha
  • Apoiando financeiramente as ações da campanha (clique aqui)

Se você é um médico

  • Compartilhando os conteúdos da campanha nas suas redes sociais
  • Gravando o texto da nossa carta e postando o vídeo nas suas redes sociais
  • Baixando aqui o avatar da campanha para uso nas redes sociais (clique aqui)
  • Divulgando os conteúdos da campanha com seus pacientes

Pesquisa Todos Juntos Contra o Câncer

Para garantir que os tratamentos oncológicos não sejam interrompidos durante a pandemia de COVID-19, estamos apoiando o mapeamento de barreiras ao cuidado oncológico promovido pelo TJCC. Se você é paciente oncológico, cuidador, profissional de saúde ou gestor hospitalar, nos ajude respondendo esta pesquisa. Sua colaboração é fundamental!

#OCâncerNãoEspera #CuideseJá #ocancernaoespera #cuideseja

Notícias

Confira aqui notícias que a imprensa tem veiculado sobre este tema.

Material da campanha

Baixe os conteúdos da campanha “O câncer não espera. Cuide-se já.”